Buenos Aires – parte I

Padrão

Encontramos uma Buenos Aires repleta de turistas e de… brasileiros! Isso mesmo, o preço em conta dos pacotes para a cidade portenha fizeram com que praticamente tropeçássemos com conterrâneos. Só para dar alguns exemplos: Marcos encontrou uma amiga duas vezes em lugares diferentes, eu esbarrei com uma conhecida do meu antigo trabalho e ainda vimos a Milena Ceribelli, aquela que apresenta o Globo Esporte.

Difícil eleger o ponto mais bonito da cidade, ou o que mais me marcou. Tudo o que visitamos e conhecemos foi maravilhoso. Talvez Puerto Madero tenha me surpreendido mais, com os restaurantes pomposos, a bela  arquitetura e a linda vista para o Rio da Prata.

 

Por ter sido colônia da Espanha, Buenos Aires possui diversas construções históricas no estilo espanhol, todas muito bem trabalhadas e deslumbrantes. A igreja onde está o túmulo de San Martín – herói da independência da Argentina – é simplesmente um luxo. O chão é todo revestido de mosaicos e o teto mais parece obra de arte.

 

Palco de inúmeras manifestações, algumas bem recentes, a Casa Rosada também tem um encanto especial. É enorme e fica na Plaza 25 de Mayo, outro ponto turístico muito interessante, apesar dos pombos irritantes que teimavam me perseguir.

 

Nossa maior maratona foi no dia em que conhecemos a Feira de San Telmo, uma babel de estilos e antiguidades. Por onde passávamos havia uma roda de turistas admirando alguma apresentação de artistas argentinos (é como se fosse o Largo da Carioca deles). Assistimos a um belo tango ao ar livre, bem tradicional e bonito.

 

A rica Recoleta também merece uma descrição à parte. Foi lá que vimos o túmulo da Evita Perón, verdadeiro símbolo para as mulheres argentinas. Apesar de preços mais salgados, a Recoleta é cheia de atrações marcantes, como a flor que abre e fecha num dos parques mais bonitos da cidade, além, é claro, dos parques de Palermo.

 

Há muita coisa ainda para contar, por isso vou dividir as crônicas em séries. A partir de amanhã, vou falar sobre a comida de Buenos Aires, os argentinos, a língua, o futebol, os táxis e do que mais eu lembrar depois. Ah! Assim que descarregar as fotos, vou postar algumas aqui. Por hoje, coloco uma imagem que peguei na internet da Casa Rosada. Até mais!

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s