Perto demais

Padrão

Este fim de semana vi “Closer” e, confirmando o que todos haviam me dito, realmente é um filme para pensar. Pensar nos relacionamentos amorosos e em toda a complexidade que envolve o “dividir com o outro”. É claro que não vou contar o filme, mas é impressionante perceber como o ser humano gosta de complicar as coisas, em busca de uma felicidade que ele teima em pensar que nunca encontrou. E, às vezes, ela sempre esteve do seu lado, e você é que não percebeu. É difícil mesmo a gente se sentir completamente feliz, o tempo todo, ainda mais ao lado de uma pessoa cheia de defeitos (aliás, como eu, você e todos os homo sapiens-sapiens). Perto demais da intimidade não quer dizer, necessariamente, longe da felicidade. O segredo é descobrir quando e como.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s