Pitaco-caloteiro

Padrão

É impressionante como o governo brasileiro torcia para que o calote da Argentina não desse certo. Mas deu. Kirchner, o Lula de ontem, causou espanto ao anunciar moratória, há três anos, mas ontem comemorou a renegociação de quase 80% da dívida. Só que hoje, no Bom Dia Brasil, ficou claro o tom da cobertura feita pelo correspondente José Roberto Burnier, já que a Globo é pró-Lula desde criancinha e até morrer. Vejam a sutileza:

 

“Mesmo que o FMI considere o resultado positivo e reconheça o fim da moratória argentina, não haverá o que comemorar. Afinal, trata-se do maior e mais longo calote da história, que arruinou com as economias de muitos idosos e aposentados pelo mundo afora. O que, para uns, pode parecer o sucesso, para outros, será apenas o reconhecimento do fracasso.”

 

É claro que os argentinos sofreram muito desde 2002, mas não por causa do calote, e sim pela política de dolarização imposta no governo anterior. Ah, faça-me o favor. Há muitos motivos pra comemorar sim, e até uma pontinha de esperança. Quem sabe ainda não há solução?

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s