Lembranças de Páscoa

Padrão

Nunca acreditei em Coelhinho da Páscoa ou Fada dos Dentes. Lá em casa, minha mãe só nos fazia acreditar piamente em Papai Noel. Mas nem por isso nossa Semana Santa era menos animada.

 

Quando éramos pequenas, meu pai ia até Vila Velha, na fábrica da Garoto, comprar nossos ovos de Páscoa. Além de mais baratos, havia mais variedades, cada ano ele chegava em casa com um sabor diferente e melhor.

 

A nossa alegria era esperá-lo na porta e disputar a tapa os inúmeros ovos. Nem agüentávamos comer todos, os chocolates acabavam rolando semanas. Mas o melhor pra nós era a surpresa.

 

Aliás, eu sempre fui apaixonada por chocolate e, sem preconceito, pelos da Garoto. E não é só por ser capixaba convicta e de coração. Meu avô morava na rua da fábrica da Garoto, na Glória, em Vila Velha. O cheirinho de chocolate que a gente sentia da casa dele era simplesmente indescritível. Parecia que estávamos dentro da fábrica.

 

É uma pena que a Garoto tenha sido vendida por má administração. Ela sempre foi um dos orgulhos do meu estado e dominava o mercado de chocolates junto com a Nestlé. Nunca vou esquecer das visitas que fazíamos à fábrica, daquele mundo de chocolate maior que a gente, do cheirinho da casa do meu avô…

 

Hoje, já crescidas, ainda ganhamos ovos de Páscoa, mas eles são comprados no Perim mesmo, grande supermercado da minha cidade. Podem até ser da Garoto, mas o sabor não é o mesmo daquela época. Não tem gosto de infância…

Anúncios

Uma resposta »

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s