O que não se pode comprar

Padrão

Ontem foi aniversário da minha mãe. Tudo o que sou eu devo a ela, que é minha amiga e companheira para todas as horas.

O texto abaixo é do antigo blog, uma simples constatação das coisas que considero mais importantes nessa vida:

Não sei se com você é assim, mas eu sinto que, quanto mais faço o que ainda não tinha feito, mais tenho vontade de fazer o que está por fazer e, quando fizer, vou querer fazer ainda mais. Só para nada perder. E tudo fazer.

Não sei se com você é assim, mas sinto saudade de pessoas queridas e essa saudade que bate quando a gente nem pensa em saudade é tão forte que arde o coração de quem sabe que a saudade, ainda que tarde, move a vida. Mas é certo que a saudade é a perda de momentos com quem a gente ama e por isso dói tanto sentir saudade de mãe.

Não sei se com você é assim, mas gostar de alguém gostanto muito é difícil de explicar, porque se a gente gosta pouco só gosta e pronto; mas se a gente gosta bastante é um gostar muito grande, que não cabe num papel ou dentro de um computador. Gostar de alguém que merece o nosso gostar é muito gostoso.

Não sei se com você é assim, mas a vida passa tão rápido, tão louca, que a gente vive cada dia da vida sem pensar no quanto ela é pequenina, essa louca vida. E que se a gente não aproveita a vida não vive direito, vive sem jeito, com defeito, sem respeito. Mas quem olha a vida com olho vivo percebe o sentido que conta, o da vida.

Vai dizer que com você não é assim?

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s