Algemas para quem precisa de algemas

Padrão

Após a arbitrária e surreal Lei Seca, a grande novidade é a tal súmula vinculante do STF, que restringe o uso de algemas no momento da prisão.

É tão tosca essa decisão que é até difícil expressar em palavras. O critério brilhante escolhido é a periculosidade do preso e o risco de uma possível reação. Lindo! Agora os policiais terão bola de cristal e saberão, só de olhar para o preso, se ele pode ou não reagir, se pode ou não ter uma arma, faca ou qualquer objeto escondido pelo corpo.

O ministro Gilmar Mendes está super preocupado com o espetáculo das prisões da Polícia Federal que, em sua grande maioria, envolvem os poderosos desse país. Para mim, Daniel Dantas é tão ou mais perigoso que o ladrão de margarina. Mas para o ministro não, o que importa é a tal imagem do preso poderoso na mídia, com aquela algema tão ofensiva.

A corja de juristas vendidos se esquece da razão de ser de uma algema. Ela serve, entre outras coisas, para proteger o policial que está realizando a operação e para dizer para os quatro cantos do mundo, sim, que se trata de uma prisão. Independentemente do resultado de um posterior julgamento.

Não se pode levar a sério um país que aceita uma resolução dessas, totalmente subjetiva e arbitrária.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s