Em casa

Padrão

O motivo da viagem era comemoração. Um ano juntando as escovas de dente ou bodas de algodão, simplesmente. Destino: serra capixaba. De volta às raízes, ao sotaque característico. Tão bom ouvir “pocar”, “boleba” e outras expressões que só o Espírito Santo tem.

 

Já conhecia Domingos Martins, mas fomos pela primeira vez à Casa de Cultura da cidade, de colonização alemã. Parece mesmo que estamos em outro país. As palavras, os sobrenomes, tudo remete à Alemanha e sua cultura. Incrível como eles dão importância à imigração e ao passado de luta pela terra, que em muitos lugares já foi esquecido. O monumento abaixo e o banco da praça principal destacam essa valorização de forma encantadora:

 

dsc02085

 

dsc020891

 

Na Casa de Cultura, descobrimos algumas relíquias, como a xícara de bigode, perfeita para não sujar o símbolo da masculinidade no século passado. Impossível não se impressionar com o charme do gramofone ou com a vitrola de mais de cem anos, que ainda funciona. 

 

dsc021131

 dsc021101

Voltei com a bagagem mais cheia de cultura e conhecimento. Afinal, pra que servem as viagens senão pra enriquecer nossas memórias? 

dsc02125

Anúncios

Uma resposta »

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s