Recortes

Padrão

caminhar

Segunda-feira, vou caminhando contra o vento, sem lenço e sem documento. Peço um pouco mais de calma, afinal, a vida é tão rara. Sigo pensando e reflito sobre o meu caminhar. Você não sabe o quanto eu caminhei pra chegar até aqui. Percorri milhas e milhas antes de dormir.

Descobri sábado que sou D, de dominante. Este é meu perfil, complicada e perfeitinha. De acordo com o estudo, sou persistente, determinada. E ataco sob pressão. Parecia inofensiva, mas te dominou.

Engraçado que “meiga” é um adjetivo que costumo sempre ouvir a meu respeito. E confesso que não gosto muito dele. Talvez por não falar alto e não me irritar com tanta facilidade, as pessoas acabam associando as duas coisas. Aceito. É melhor ser alegre que ser triste, alegria é a melhor coisa que existe, é assim como a luz no coração.

Vivo um dia após o outro, com olhos no porvir. E não pedalo sozinha não, quem foi que disse que eu controlo o meu guidom? Quem me guia é quem me fez, eu vivo um dia de cada vez. Muitos sonhos por realizar, mas ainda temos pouca idade e vivemos sem vaidade.

Quanto mais eu tenho, mais quero ser. Quanto mais dinheiro eu ganho, menos dou importância a ele. A verdadeira felicidade está no que você se torna ao longo da vida. Suas experiências são a maior riqueza, preciosidade. Digo ao mundo inteiro, não quero dinheiro, eu só quero amar.

Lembranças. Pois não há melhor remédio para a saudade. Fechar os olhos e reviver momentos que apenas passaram, não morreram. Tristeza não tem fim, felicidade sim. Eu sei que a vida devia ser bem melhor e será, mas isso não impede que eu repita: é bonita, é bonita e é bonita.

Olho pra frente e vejo um horizonte tranqüilo. Não gosto de incertezas, fujo delas a todo custo. Preciso saber onde estou pisando e só ouso depois de analisar todas as possibilidades. Nem sempre dá certo. Para os erros há perdão, para os fracassos, chance.

Nunca deixe de usar filtro solar. Dedique-se a conhecer seus pais. É impossível prever quando eles terão ido embora, de vez. Seja legal com seus irmãos. Eles são a melhor ponte com o seu passado e possivelmente quem vai sempre mesmo te apoiar no futuro.

Entenda que amigos vão e vem, mas nunca abra mão de uns poucos e bons. Esforce-se para diminuir as distâncias geográficas e de estilos de vida, porque quanto mais velho você ficar, mais você vai precisar das pessoas que você conheceu quando jovem.

Todo dia, enfrente pelo menos uma coisa que te meta medo de verdade. Cante.

Anúncios

»

  1. Lívia!
    To impressionada!
    Não vim ontem aqui – tal como eu disse – mas hoje chego e encontro essa crônica/poesia/música!
    DDDDDDDemais! :)))))
    A-M-E-I!
    Amo tu!
    bj

    • 🙂 Acho que seu comentário de ontem à noite me inspirou, Bia! Sou como o Lessa, só escrevo quando tenho o que dizer, por obrigação não vale! Pelo menos não aqui no blog! Bjo pras duas!

  2. Engraçado. Meiga lembra e não lembra vc. Meiga é aquela menina que trabalhava longe de mim na Folha Dirigida, que usava camiseta da Moranguinho. Mas não é aquela jornalista que sentava na minha frente e contava todos os dias como foi cada detalhe da tarde e da noite anteriores.

    De londe, é verdade, vc é bem meiguinha. E, pasmem, isso é um elogio.

    Bj

    • Ih Vi, tens uns blog! E é a sua cara, né? Vou visitá-lo sempre pra aprender mais um pouco desse mundo digital tão maluco e fascinante! Bjo

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s