Não adianta bater o pé

Padrão

jornalEnquanto participo de um dos meus momentos profissionais mais estimulantes, constato cada vez mais o quanto a grande mídia é arrogante. Felizmente há muitos jornalistas sérios, centrados e que refletem. Mas os escandalosos estão se proliferando com uma rapidez incrível. Como são conservadores! Não é à toa que as vendas de jornais impressos só caem, ninguém aguenta mais ler a mesma coisa todos os dias.

Alô!!!! A informação não é mais privilégio dos coleguinhas! A relação entre a fonte e a imprensa mudou! Se eu posso escrever aqui no meu blog tudo o que penso, sem nenhum tipo de censura, é porque a Web 2.0 é uma realidade sem volta.

OK, até entendo que seja difícil se desapegar de um controle exercido durante décadas no Brasil. Mas acabou, game over! Fica parecendo até ridícula essa briguinha de criança quando faz pirraça. As pessoas sabem a diferença entre liberdade de imprensa e desespero, não menosprezem os leitores.

Aprendo a cada dia que a comunicação digital está transformando as relações contemporâneas entre pessoas e entre veículos de informação. E isso é um ganho muito grande porque até o lixo que é produzido na internet pode ser facilmente filtrado pelos próprios leitores. Eu não sou mais obrigada a comprar um jornal e ler nele o que não preciso. Eu tenho o poder de selecionar o que me interessa, e de graça.

Enquanto alguns arrepiam os cabelos, temerosos com o fim da profissão de jornalista, eu comemoro: todos somos jornalistas em potencial sim. Mas só alguns têm a sabedoria de usar todo o conhecimento adquirido em prol de inovações. Sabe por quê? Dá trabalho repensar um modelo que funcionou durante tantos anos. Mesmo que tão mal.

Anúncios

»

  1. Olha a miopia em marketing, hein… rs!
    Realmente inovar não é uma palavra comum no nosso vocabulário. Afinal de contas, tornar algo que nós mesmos criamos obsoleto não é uma tarefa fácil. Mas é aí que a miopia se encaixa… nada de ficar olhando só pro que está ao nosso redor, é hora de dar um salto e olhar além, a longo prazo. “Atender uma necessidade ou desejo de um consumidor através do seu produto” é o que há!
    Eu não tenho o costume de ler jornais ou revistas, mas estou sempre navegando por sites a procura daquela “notícia quentinha” (meu deus, estou velha!). A internet com certeza virou um meio de comunicação de fácil acesso e que eu a-d-o-r-o! beijos irmã!

  2. No domingo 31/05 o Pr. Caio pregou na catedral e nos dez primeiros minutos da mensagem ele fez uma divagação – bem caiofabiana – sobre esse assunto: imprensa escrita e a internet. O que vc falou aqui é ‘ipsis litere’ o que ele disse. Claro que, sendo dentro de um discurso falado, ele pode desenvolver mais o tema. Mas a idéia principal está aqui.
    É… que os donos de jornais, editoras de revista ou qqr outra forma de veiculação de notícia em papel se cuidem. Seus dias estão contados.
    Tenho maior orgulho de você, Lívia!
    Amiga cabeçuda e fofa. Amo. Muito!
    bj
    Bia

    • Você que é amiga cabeçuda e bacanérrima! Ainda não consegui ver o Caio Fábio aos 5ºs domingos… ele também é muito cabeçudo! Bjo

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s