Bem, amigos…

Padrão

Há tempos queria escrever este post, e confesso que assistir ao “Bem, amigos” de ontem acelerou o processo. O assunto hoje é… seleção brasileira de futebol e Copa do Mundo 2010.

Não, não quero que o Dunga leve o Neymar. Me digam o que o time do Santos fez ano passado? Tudo o que eles têm até agora é a iminência da conquista de um campeonato estadual. Ele está jogando muito, mas há pouquíssimo tempo! E nunca, eu disse, nunca vestiu a Amarelinha. Se você fosse treinador, realmente levaria o Neymar? Depois de 3 anos e meio de trabalho, aparece um craque (sim, ele é craque), mas ainda muito inexperiente. Ele não pode pegar a vaga de quem tem sido sempre convocado, com todos os méritos. Não é justo.

Galvão ontem estava mais irritante que o de costume. Tentava convencer a todos de que o Dunga “deve levar os meninos e ver o que acontece”. Alôô, como assim ver o que acontece? E a responsabilidade do técnico, onde fica?

Com relação ao Ganso, aí a história muda de figura. Porque a seleção não precisa de um atacante de imediato. Adriano e Luís Fabiano matam a pau. Já o Ganso poderia ser um bom reserva do Kaká e o Brasil realmente está com carência nessa posição. Além do mais, o Kaká preocupa fisicamente. Então, a convocação do Ganso é plausível, até porque, na minha opinião, ele é mais inteligente tecnicamente que o Neymar.

Galvão disse que não existe “campanha” pela convocação deles, existe “clamor”. Ah, faz-me rir. O Paulo Cesar Vasconcelos era o único coerente entre Renato Mauricio Prado, Caio, etc. Ele e o Romário, que falou super bem sobre o assunto.

A seleção do Dunga pode não ser a de jogadas mais bonitas, como a de 70. Pode não ser a mais carismática, como a de 2006. Mas tem tudo para ser guerreira como a de 94. Se o Dunga conseguir formar um time, com tudo o que essa palavra significa, leva o título. E ele tem feito tudo para que esse time se mantenha unido e tenha a mesma filosofia e comportamento. Por isso não leva o Gaúcho. Destoaria.

Sabe os meninos do vôlei? Que são conhecidos por serem super família, por levarem as esposas aos jogos? Pois é, pode ser piegas, mas isso faz toda a diferença. A seleção do Dunga é a seleção do compromisso, da força de vontade, da valorização da família e do bom exemplo. É a seleção dos atletas de Cristo.

Por isso me irritei tanto com o Galvão ontem. OK, sempre me irrito, mas ontem foi demais. Ele foi infeliz em todo o programa, batendo nessa tecla da convocação e tentando arrancar do Romário, a todo custo, a manchete do dia seguinte: “Romário pede convocação dos garotos do Santos”. Mas Romário não deu a manchete! Ponto pro Baixinho.

Então, resumindo a história: Não ao Neymar, talvez ao Ganso e a certeza de que veremos uma seleção unida, coesa e determinada a jogar um futebol eficiente. E, quem sabe, com alguns lances de genialidade. Não duvidem do Luís Fabiano e do Adriano.

Anúncios

»

  1. Não vejo a seleção do Dunga apoiada em todos estes valores. Se fosse assim, o Adriano já estaria cortado há tempos….

    Vejo o nosso treinador incoerente por sempre dizer que “joga na seleção quem estiver melhor” e convocar Julio Batista e Doni, por exemplo, que há muito amargam a reserva em seus clubes. Isso sem falar no Kléberson, do nosso Mengão, que há bastante tempo não tem jogado rigorosamente nada.

    Acho que é este o motivo de tanta cornetada. Tipo: “Se vai convocar o Adriano, completamente descomprometido com sua forma física, então prefiro que convoque o Neymar, que está voando.” Discordo frontalmente, mas convenhamos que as atitudes do Dunga dão margem a este tipo de questionamento….

    Livinha, se vc observar o futebol praticado nos melhores campeonatos do mundo, vai perceber que os “volantes-volantes” (aqueles que desarmam e tocam a bola de lado) estão em desuso. Hoje em dia, o volante desarma e sai jogando, surgindo como mais uma opção na criação de jogadas. É só ver como joga o Barcelona, por exemplo.

    O que me deixa agoniado é que só o Dunga não vê isso e insiste em jogadores como Josué e Gilberto Silva, o que obriga que busquemos, necessariamente e desesperadamente, um substituto para o Kaká. A questão é puramente tática, na minha forma de ver. E é aí que fica evidenciada a falta de experiência do Dunga como treinador.

    Hernanes do São Paulo tá aí, jogando muito, marcando forte, organizando jogadas, chutando bem de fora da área, fazendo gols….É, na minha opinião, uma arma efetiva contra as inevitáveis retrancas que se formarão contra o Brasil…..

    …Mas o nosso técnico prefere o Josué…

    Beijos e saudades, viu?

    • Uau, q comentário alto nível! Tatá, não podemos esquecer que a lista dos convocados pra Copa ainda não saiu, certo? Sinceramente, acho que o Doni não vai.

      E o Adriano não destoa desses valores, ele é unanimidade quando se fala em grupo. Generoso, coração enorme, parceiro dos jogadores. Só precisa melhorar as companhias, rsrsrs.

      Um beijo e muita saudade também!

  2. Lívia, vc vai virar comentarista do Arena, Tá na área ou do Bem, Amigos!
    Sinceramente acho a seleção, no geral, péssima. A história de grupo não me convence. Virou lugar-comum jogador ir à imprensa dizer que o grupo tá unido, que é uma família, etc. Isso ganhou prestígio desde o Felipão.
    O grupo é fraco e o nosso técnico gente fina guarda várias inconsistências nas convocações como o Octavio disse aí em cima.
    Concordo com você com relação ao Neymar e ao Ganso. Prefiro o Ganso. Acho o Neymar menino e despreparado. Vai chegar lá como Atleta de Cristo e na primeira oportunidade cair na farra com o Robinho (esse sim má companhia. Por sinal, se o Adriano for mesmo, tratem de separar esses dois e vigiá-los.)
    Fora Doni, Josué, G.Silva, Robinho (nem no Santos tá fazendo a diferença), Gilberto e todos os laterais esquerdos improvisados.
    Afinal, de que adianta o bonzinho incompetente?
    Leva o Ronaldinho Gaúcho. Leva o Roberto Carlos. Leva o Hernanes e o Kléber Gladiador. Deixa o Adriano na Chatuba.

  3. Aí Rodrigão, concordo contigo em gênero, número e grau. É melhor levar o Zico e o Dinamite com 50 e tantos anos do que levar essa mulambada!

  4. Pingback: Pra frente, Brasil « Varanda

  5. Congratulações pelo teu inabalável altruismo e louvavel abrangência profissional, que te permitem ver programas do abominavel Malão Bueno, “flor” esportiva do pantanal global.
    Agora, falando sério: Teus escritos estão cada vez mais externando vida, dadas as evidências de amadurecidas expectativas jovens, onde o “e depois?” tem gosto de desafios a vencer. Felicidades, sempre.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s